quinta-feira, 17 de março de 2016

Transbordando de amor


Quero sufocar-me, 
na sensação deliciosa de um beijo teu,
num abraço delicado e firme.
Quando imagino teus braços ao meu redor,
o toque suave de mãos 
a procura de apoio e segurança.
Essa será a mais prazerosa lembrança,
que irei guardar.

O olhar terno, 
a boca que reclama ser tocada,
vai umedecer meus secos lábios,
 a muito não tocados.
Frenesi, loucuras, desejos e luxúria, 
todos combinados se apresentarão,
prometo não me afastar. 
Só se não mais me desejar.

Nosso momento 
será divino, eterno e apaixonante.
Precisei viver até agora, 
para renascer das cinzas,
quero me queimar na paixão 
vinda de ti.

Serei manso e cativo, 
pode me aprisionar em seu coração,
doravante não esboçarei resistência 
e me entrego sem luta.

Quero viver as emoções de outrora, 
 esquecer o passado inglório,
 sentir as emoções dos amantes, 
dos eternos apaixonados.
Ser seu Romeu, serás minha Julieta...

Gerson Araujo Almeida

Um comentário:

  1. A sensibilidade transborda em você Parabéns Poeta !
    Angela Ramos

    ResponderExcluir