sábado, 30 de março de 2013

Mamãe Coelha Responde

Do Blog da Débora
 

Pascal era um coelhinho sempre alegre a saltitar.
Suas perninhas ágeis nunca o deixavam parar.
Salta daqui, salta acolá até que muitos ovos lá no fundo do quintal foi encontrar.

Curioso, foi até a Mamãe Coelha perguntar, o que significava aqueles ovos que acabara de encontrar.
Mamãe Coelha então responde que o ovo significa a vida.

É o nascimento de um ser supremo que todos nós devemos respeitar.
É Cristo que renasce e o chocolate é o néctar dos deuses, por isso todos querem experimentar.

Significa que a vida sempre há de recomeçar.
E o Coelhinho da Páscoa? pergunta Pascal, muito interessado em descobrir todos os segredos que a Páscoa possa significar.

Então Mamãe Coelha Responde, que na Antiguidade
O coelho já era conhecido pela sua facilidade em procriar.
Significando que a vida precisava continuar.
Então o ovo de chocolate, passou a representar o nascimento da vida.
Associada ao Coelho da Páscoa, virou símbolo para a todos lembrar, que a vida recomeça e que a paz se veste de branco, por que foi assim que o Espírito Santo subiu aos Céus.
De lá estende o seu manto brilhante para  à todos abençoar, o Domingo de Páscoa que todos passaram a comemorar!
 Débora Benvenuti

Que renasçam o Amor, a Fé e a Esperança em todos os corações!

Nota: O fundo do quintal era uma mala escondida dentro do meu roupeiro e que a minha filha (na época com sete anos) descobriu e chamou o irmãozinho pequenino para contar quem era o coellho da páscoa. Escrevi esse poema recordando aquele dia.

Débora Benvenutti
Cáscavel - PR - Brasil
http://emocoesdeoutono.loveblog.com.br


quinta-feira, 28 de março de 2013

Alma Livre

Do Blog da Fernanda

Por muitas vezes acordava no meio da noite, me enrolava em um cobertor e sentava na varanda. Passava o resto da noite ali. Pensando no seu sorriso. E lembrava, quando cavalgando ela entrava pela porteira. Com os cabelos esvoaçantes, aqueles olhos brilhando. Empolgada vinha me contar dos animais da fazenda. Sentava no meu colo e me cobria de beijos. Beijos que me animavam, ate mesmo quando eu estava cansado, desanimado, era quase que um remédio. Só o sorriso dela já me deixava feliz.


Um dia, eu fiz uma surpresa para ela. Mandei montar um celeiro só para ela. Um lugar só dela, onde a égua branca ficaria, onde ela poderia ter seu consultório de veterinária, e seu canto para pintar seus quadros. E mandei talhar na madeira: ”Com amor, para meu grande amor”. Vendei os olhos dela. Ela muito curiosa, queria saber o que se passava. Estava nervosa, tremia, suava frio. Pegou em minha mão e apertou forte. Como se naquele momento eu fosse o mundo dela. Quando chegamos lá, eu tirei a venda. Ela ainda com os olhos fechados, abriu um olho de cada vez. Quando viu o celeiro. Ficou seria. Em silencio, uma lagrima escorreu do rosto dela. Para mim, parecia uma coisa tão simples, mas para ela, foi muito mais que isso. Naquele dia, pedi-a em casamento. E ela aceitou.

No mês seguinte nos casamos. Ela veio morar comigo na fazenda. Estava animada com a vida nova. Tinha muito clientes, era muito competente no que fazia. E eu me orgulhava muito dela. No fim do dia, antes de anoitecer, tínhamos nosso ritual. Sair a cavalgar pela fazenda, antes do chimarrão. Íamos ate a lagoa ver o por do sol. Dias assim, me lembram muito dela. Lembro-me da primeira vez que a vi. Ela veio socorrer meu cavalo Hércules, que estava muito doente. Era nova na área, não acreditei muito no seu potencial. Mas quando, ela chegou e olhei para ela. Meu coração disparou. Mal consegui falar. Ela muito profissional, tratou de examinar Hércules e medica-lo, duas semanas depois ele estava saudável de novo. Resolvi contrata-la, para trabalhar na minha fazendo, com os cavalos e os outros animais. Não demorou muito para que nos envolvêssemos. Tínhamos muitas coisas em comum, e outras nem tantas.

Depois de um ano de casados. Descobrimos que ela estava com câncer. Estava muito avançado e não existia tratamento, a não ser para prolongar a vida dela. Paguei os melhores medico e tratamentos possíveis. Praticamente, montei um hospital na fazenda. Ela não tinha condições de trabalhar, mas passava bastante tempo no ateliê. Pintando paisagens e cavalos. Era a sua segunda paixão. Ela já tinha perdido os cabelos, e estava muito magra e fraca. Carregava ela no colo. Como um bebe. Ela me abraçava, forte. O forte o quanto ela conseguisse. E mesmo fraca, ainda sentada em meu colo me enchia de beijos. E mesmo doente, ainda tinha aqueles olhos lindos brilhando em minha direção. Eu sabia que o tempo estava curto para nos. Não teríamos muito tempo. O que me consolava é que ela não sentia dor.


Muitas vezes depois que ela adormecia. Eu ia tomar banho. Muitas vezes chorei, ofendi Deus, cobrei dele, porque ela? Porque nós? Pedi  muitas vezes que eu ficasse no lugar dela. Vê-la sofrendo, me matava por dentro. Mas eu tinha que ser forte. Decidi, viver um dia de cada vez. Aproveitar cada momento. Cada dia era uma coisa para gente fazer. Levei-a pra fazer piqueniques na beira do lago. A levava para andar a cavalo. Passeávamos de barco no lago. Ela sempre com aquele sorriso lindo. Mas eu sabia, que estava tão assustada e apavorada quanto eu. Dizia, que ficava preocupada comigo, o que seria de mim, quem iria me cuidar. E eu sempre respondia, que ela ia me cuidar mesmo longe. Ela apenas sorria.

Depois dos passeios ela sempre ia para atelier. Ficava horas lá, sentada pintando. Escrevendo ou lendo. Era seu refugio. Certa noite, mandaram me chamar. Era uma noite, fria de inverno. Ela disse que queria ir no lago, ver as estrelas. Eu relutei no começo, sua saúde estava frágil, não podia ficar exposta assim. Mas depois de muito insistir, aceitei. Peguei um pelego, peguei lenha e fomos para lago. Acendi a fogueira, e sentamos ali. Ficamos muito tempo olhando as estrelas. Ela sorria muito. Lembramos de como nos conhecemos. Do casamento, da linda festa que foi. E por fim, ela me disse que se um dia ela voltasse como animal em outra vida, ela queria ser um cavalo. Eu olhei espantado e perguntei porque. Ela limitou-se a dizer que era porque mesmo que eles possuem um dono, são livres de qualquer forma. Dei um beijo nela. E ela como sempre muito carinhosa, me encheu de beijo. Foi a ultima vez que a beijei e a ultima vez que senti seu corpo quente perto de mim. Ela abraçada em mim, disse que me amava e quando fechou os olhos e me abraçou, e disse que a amava, suas forças se foram e eu a perdi pra sempre.

 Só voltei ao celeiro depois de uma semana. Quando entrei vi muitos quadros pintados. Textos que ela escreveu. Tinha uma carta endereçada a mim:

 Meu amor...

Te amo. Não existe palavras para descrever o quanto eu te amo. O quanto você me fez feliz. E tenha a certeza, que nosso amor não acaba aqui. Ele será eterno. E eu irei te esperar em outras vidas. Não, pare de viver. Não desista de ser feliz. Eu estarei sempre com você, dentro de você, no seu coração. Lembre de mim, mas não esqueça de você. E fique bem, porque eu estarei melhor agora, sem dor, sem sofrimento. Estarei com Deus, mas pedirei a ele, que te cuide e te guie também.

 Te amo com todas as forças do mundo, hoje e sempre.

 Cândida.

Chorei muito, lendo a carta. Ela sabia que estava se indo, quando pediu que fossemos para lagoa. Era a forma que queria se despedir de mim, de nós.

Depois de algum tempo você percebe, que tudo tem um porque. Ela só me trouxe luz e vida. Me ensinou o amor e sou grato a ela. Depois de dois anos, já fiz as pazes com Deus. Vi que ele não tem culpa de nada, que o nosso destino era esse. Que vivemos um linda historia de amor. Mas que teve um fim, ou talvez apenas uma virgula. Ainda, espero encontra-la um dia, em outra vida. As vezes mato a saudade dela, indo ate o atelier, lendo seus textos, vendo fotos e relendo a carta. Mas a forma que mais gosto de matar a saudades dela, é andando a cavalo. E lembrando que liberdade e amor sempre devem andar juntas. E eu sei que onde quer que ela esteja, meu amor esta com ela, para todo sempre.

Fernanda Saraiva

Fernanda Saraiva
Porto Alegre - RS - Brasil
http://sonhosdemeninamulher.spaceblog.com.br/

segunda-feira, 25 de março de 2013

Dar sem receber

Por Aninha Leitte.

Não foram poucas as vezes em que eu me perguntei: "- Qual o sentimento, a ação que move o mundo e as relações humanas?" Acredito que em pelo menos uma ocasião na vida, todos se farão o mesmo questionamento... Sempre que leio ou assisto, uma entrevista de personalidade ou celebridade, o entrevistador faz a dita cuja da pergunta. E o verbo amar e suas conjugações, são quase que unanimidade nas respostas!



Lembro-me, como se fosse hoje a primeira vez que respondi, de forma escrita, em um caderno de perguntas e respostas (o ask de antigamente), a interrogativa em questão, e no auge da minha inocência adolescente, eu respondi como a maioria responde: O AMOR. Se inquirida, novamente sobre o tema, a minha resposta seria outra. Hoje, tenho plena convicção de que o que faz caminhar a humanidade, é a reciprocidade! Não, que eu esteja mitigando o amor, mas amar a humanidade sem reciprocidade é nulidade, e amar uma pessoa em especial, sem reciprocidade, na melhor das hipóteses é platônico! Como diz o dito popular: “Amor com amor, se paga”!

O relacionar-se afetivamente e emocionalmente, sem reciprocidade, é calvário, e por via de regra, sem exceção é sofrer. Amizade sem reciprocidade, nunca será amizade. Sexo, sem reciprocidade, é frustração. Viver, sem ser mútuo com as ações do próximo, é egoísmo. É sinônimo de solidão. Talvez um dos únicos sentimentos, que independe de reciprocidade, sobrevive, alimenta-se e evoluí por si só é a saudade...

Os mais pessimistas, podem dizer: O ódio, o ressentimento, a vingança..., que são sentimentos vis, também movem as pessoas! Sim movem, mas até aí cabe o princípio da reciprocidade, não que eu pregue, o olho por olho, o dente por dente. Mas, mais uma vez eu recorro a um dito popular, que explica a reciprocidade em casos não tão nobres: “Chumbo trocado não dói!"

Todavia é fato, que conviver com pessoas não recíprocas, é só se doar, é ceder sempre, é renunciar a si mesmo, é frustrar-se, é dar sem receber, é solitário...Enfim, nenhum sentimento, que eleve ou edifique o ser humano, caminha, progride ou alcança plenitude sem reciprocidade!

"E viva os seres, recíprocos, sensíveis em dar e receber... Todo o resto é leréia!!!"

Aninha Leitte
Campinas - SP - Brasil
www.facebook.com/aninha.leitte.5

domingo, 24 de março de 2013

Alunos dão lição de superação

Jovens de escolas públicas e áreas carentes conseguem vaga em instituições de ponta.

Aos 17 anos, Jonathan Caroba cursa Jornalismo na Uerj | Foto: Divulgação

POR MARIA LUISA BARROS

Rio -  Eles superaram adversidades, deixaram para trás milhares de candidatos e conquistaram vagas em cursos e instituições disputadas. Para chegar lá, jovens de origem simples aliaram o esforço pessoal a iniciativas de universidades particulares e políticas públicas. A missão é garantir, por meio de bolsas de estudo, Vestibular social e cursos profissionalizantes que talentos humildes cheguem às portas do Ensino Superior. As ações já fazem parte da rotina acadêmica de instituições como Fundação Getúlio Vargas (FGV), PUC e IBMEC. Este ano, oito estudantes de escolas estaduais do Rio ganharam bolsa integral para estudar no IBMEC. O curso no valor de R$ 100 mil será bancado através de uma parceria do instituto e a Secretaria de Estado de Educação.

Moradora de Campo Grande, Ana Beatriz da Silva, 18 anos, foi uma das selecionadas no programa. Para primeiros colocados como ela, o segredo do sucesso é o tempo dedicado aos estudos na escola e em casa. Esta foi a lição aprendida por Ana, que abriu mão dos fins de semana. “Vai valer a pena, quando me tornar diplomata”, planeja a aluna de Relações Internacionais. Garimpados em escolas públicas, os jovens driblaram as dificuldades com determinação, disciplina, reforço em leitura e matemática. Aos 17 anos, Jonathan Caroba cursa Jornalismo na Uerj. Morador da Maré, filho de porteiro e doméstica, será o primeiro da família a ter diploma universitário. “Como eles não tiveram essa formação, sempre me incentivaram a ter boas notas”, conta Jonathan.

Uma pedagoga orienta as famílias a estar presentes na rotina dos filhos; auxiliá-los nas lições de casa, incentivar a leitura e participar dos eventos escolares. Os pais não devem exigir nota máxima em todas as disciplinas. “Quando pais têm expectativas muito rígidas em relação aos filhos, eles podem se frustrar para conseguir sua aprovação. Reconheçam cada esforço, aceitando limitações”, orienta a pedagoga Francisca Paris.

Caminhos para cursar a universidade
Pré-Vestibular Social: A Secretaria de Ciência e Tecnologia abriu 18 mil vagas em 56 polos de mais de 30 municípios. As aulas vão de março a dezembro e as inscrições são pelo site www.pvs.cederj.edu.br. Renda Melhor Jovem: Estudantes cujas famílias tenham renda de até R$ 100 por pessoa recebem uma quantia em dinheiro creditado na poupança: R$ 700 na 1ª série do Ensino Médio, R$ 900 na 2ª série, R$ 1 mil, na 3ª série e R$ 1.200, no ensino técnico em quatro anos. O jovem pode sacar o valor após a formatura. PUC-Rio: A instituição oferece bolsas de estudo para estudantes em dificuldade financeira e com bom desempenho acadêmico.

http://odia.ig.com.br

quinta-feira, 21 de março de 2013

Quem me dera

Do Blog da Fernanda


Queria fechar meus olhos e me teletransportar para outro lugar. Queria ver o mar. Ficar alguns minutos sentada, só sentindo o vento bater em meu rosto. Se fechar meus olhos, consigo ate mesmo visualizar essa imagem.

Queria estar bem no alto de uma montanha. Pra sentir o cheiro da mata e la de cima ver todos aqui pequeninos, na esperança de que meus problemas também se tornassem pequenos. Queria hoje, ter asas e voar. Poder rever todas as pessoas que a tempos, não vejo. Nem que seja para dar apenas um “Oi”

“- Quem me dera.” 
Quem me dera pudesse fazer tudo isso. Talvez, essa aventura, acalmasse meu coração que hoje esta apertadinho. Sem motivo algum, mas hoje me sinto assim. 

Queria estar assim, isolada. Passar o dia comigo mesma. Andar por ai sozinha. Andar de pés descalços, sentir a terra nos pés e a serração baixa em meu rosto, como num dia frio de inverno. Voltar pra casa e tomar um café bem quente, com aquele pedaço de bolo de milho que a minha avó fazia. Mas volto a dizer: “- Quem me dera”. 

Mas não posso mudar meu dia. Não posso, me teletransportar para lugar algum e nem ver meus problemas pequeninos. Posso rever as pessoas que gosto tanto, mas uma de cada vez, sem pressa. Mas enquanto isso não acontece, vou vivendo meus dias. Trabalhando e caminhando rumo a algum lugar. Sentada em minha cadeira. Fecho meus olhos e coloco aquela musica, que faz eu viajar, me teletransportar para onde eu quiser, como eu quiser. E na volta desse meu devaneio, abro os olhos e tudo estará no mesmo lugar, da mesma forma que deixei. E volto para realidade. Agora penso em voz alta: 
- “Quem me dera.”

Fernanda Saraiva
http://sonhosdemeninamulher.spaceblog.com.br/

quinta-feira, 14 de março de 2013


A poesia é a arte da linguagem humana, do gênero lírico, que expressa sentimento através do ritmo e da palavra cantada. Seus fins estéticos transformaram a forma usual da fala em recursos formais, através das rimas cadenciadas.

Poeta brasileiro homenageado com o dia da poesia - Castro Alves.

As poesias fazem adoração a alguém ou a algo, mas pode ser contextualizada dentro do gênero satírico também. Existem três tipos de poesias: as existenciais, que retratam as experiências de vida, a morte, as angústias, a velhice e a solidão; as líricas, que trazem as emoções do autor; e a social, trazendo como temática principal as questões sociais e políticas.

A poesia ganhou um dia específico, sendo este criado em homenagem ao poeta brasileiro Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871), no dia de seu nascimento, 14 de março. Castro Alves ficou conhecido como o “poeta dos escravos”, pois lutou grandemente pela abolição da escravidão. Além disso, era um grande defensor do sistema republicano de governo, onde o povo elege seu presidente através do voto direto e secreto. Sua indignação quanto ao preconceito racial ficou registrada na poesia “Navio Negreiro”, chegando a fazer um protesto contra a situação em que viviam os negros. Mas seu primeiro poema que retratava a escravidão foi “A Canção do Africano”, publicado em A Primavera.

Cursou direito na faculdade do Recife e teve grande participação na vida política da Faculdade, nas sociedades estudantis, onde desde cedo recebera calorosas saudações. Castro Alves era um jovem bonito, esbelto, de pele clara, com uma voz marcante e forte. Sua beleza o fez conquistar a admiração dos homens, mas principalmente as paixões das mulheres, que puderam ser registradas em seus versos, considerados mais tarde como os poemas líricos mais lindos do Brasil.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

http://www.brasilescola.com

Programa Saúde na Escola vai beneficiar 14 milhões de estudantes em 2013

Brasília -  O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, abriu na segunda-feira em Brasília as atividades deste ano do Programa Saúde na Escola, com a realização de uma semana de atendimento médico no Centro de Ensino Fundamental nº 1, na Vila Planalto, no Plano Piloto. A iniciativa conta com parceria do Ministério da Educação e atendeu no ano passado 7 milhões de estudantes, de 1.433 municípios, em 16,7 mil escolas, quando foram mobilizadas 7.441 equipes de Atenção Básica à Saúde.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançam atividades do Programa Saúde na Escola | Foto: Divulgação

O ministro afirmou que este ano a Semana de Mobilização Saúde na Escola vai chegar a 30 mil centros de ensino, com apoio de 13 mil equipes do programa Saúde da Família, que vão trabalhar em 2.300 municípios, beneficiando 14 milhões de estudantes.

A partir deste ano, com a participação do Programa Brasil Carinhoso, estudantes de creches e pré-escolas também vão passar pela triagem da saúde. Após as avaliações feitas durante as semanas, os profissionais de saúde fazem acompanhamento das crianças durante todo o ano letivo. No ano passado foram gastos nessa assistência R$ 4,1 milhões, e este ano o investimento do Ministério da Saúde deve subir para R$ 10 milhões. Os estudantes recebem instruções sobre como escovar os dentes de forma correta, fazem exame de acuidade visual - aquele que precisar usar óculos, vai receber do governo, e checam outros problemas como obesidade ou pressão alta.

O ministro Alexandre Padilha afirmou durante a cerimônia , que "a saúde não deve acontecer só dentro do hospital, mas tem que ser levada para onde as pessoas estão - no caso das crianças, para dentro da escola". Para o ministro, uma criança bem educada na questão da saúde, "pode alertar ao pai que não deve fazer uso do tabaco, sobre o que é alimentação saudável e saberá da importância de praticar educação física. Os problemas de saúde afetam o desempenho escolar do estudante, por isso ele tem que ser assistido", destacou Padilha.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, que participou do lançamento da Semana no DF, disse que o governo, ao oferecer assistência à saúde, "está fazendo o investimento mais importante em favor da população". O Ministério da Saúde vai repassar este ano o adicional de R$ 594,15 para cada equipe que trabalha na Atenção Básica, que estiver mobilizada nessa ação nas escolas.

http://odia.ig.com.br

quarta-feira, 13 de março de 2013

VIVER

Do Blog da Iris



Quantas vezes dizemos que a vida é linda! Que viver é fácil, nós é que complicamos. Sim! Concordo, a vida é linda! Viver talvez seja fácil, viver por viver, sim..., é fácil. Quantas pessoas vivem assim, deixando a vida passar por elas e nada fazem para serem felizes, ou pelo menos tentam. Ficam no comodismo. E para os que acham que é complicado viver, com certeza são os que não se conformam de viverem uma vida que não são felizes..., estão em constante busca.

Viver é um constante rasgar! É um constante remendar! É buscar aquilo que acreditamos! É correr contra o tempo, pois o tempo não espera. Não desista se caiu pela tentativa, se tudo foi em vão..., não desista..., tente mais um pouco..., se remende quantas vezes for preciso!


“O único impossível é o que julgarmos que não somos capazes de construir. Temos mãos e um número sem fim de habilidades que podemos fazer com elas. Nenhum desses truques é deixá-las cair ao longo do corpo, guardá-las nos bolsos. Por isso, não vamos pedir, vamos exigir. Havemos de repetir as vezes que forem necessárias: temos direito a viver. Nunca duvidámos de que somos muito maiores do que o nosso currículo, o nosso tempo não é um contrato a prazo, não há recibos verdes capazes de contabilizar aquilo que valemos.”

Iris Alves
http://irisvida.loveblog.com.br

Sonhos


Sonhe, deixe-se levar pela fantasia.
Deixe-se levar pela magia, de tudo realizar.
O sonho é uma porta entre aberta.
É a asa da liberdade. e o voo pro infinito.
É a alma que desperta, é a viagem entre nuvens.
É um encontro almejado, é um desejo alcançado.
Sonhe, deixe-se guiar pelo olhar do coração,
que não sabe o que é prisão, só conhece a amplidão.
Sonhe, coloque seus desejos dentro de uma bolha de sabão
e solte-a ao vento.
No sonhar tudo é possível, tudo libera, nada se exige, tudo se realiza.
É ser uma estrela e ter brilho próprio.
É ser arco-íris à colorir a vida.
É no infinito voar sem ter asas.
É chegar pertinho do céu.
É ser, por alguns instantes, Imortal.


Cecília
http://poesiamor.loveblog.com.br/

terça-feira, 12 de março de 2013

Sobre Homens, relacionamentos e super-heróis

Talvez para alguns esse texto vai soar como um grito feminista... Todavia essa não é a minha intensão!


O homem regride em seus relacionamentos (HOMEM-MULHER-FILHOS), na mesma proporção que a mulher ganha espaço no mundo! É fato, que o homem moderno anda totalmente perdido, nessa nova configuração do seu real espaço na sociedade, onde as mulheres a cada dia galgam igualdade... Cada vez mais eu identifico e ouço falar dos HOMENS-MENINOS, homens esses que são capazes de dedicar horas a fio aos seus "hobbies" (geralmente eletrônicos), mas são incapazes de conversar 15 minutos, sobre a relação...

Eu até entendo, afinal o padrão de masculinidade e exemplos para o "macho moderno" é forjado a base de mensagens subliminares...Vide, quase todos os super-heróis, são solitários, no máximo mantém com mulheres, uma relação platônica (ex. Super-Man)... Quando existe uma mulher presente na vida desses super-heróis, geralmente é uma subalterna (ex. a secretária do homem de ferro), até os heróis mais palpáveis como o 007, não mantém um relacionamento sólido com nenhuma mulher, é o eterno "galinha", nessa mesma sessão ainda pode-se citar o "Wolwerine", que mesmo nutrindo uma paixão pela Jean Grey, vai ficando com todas, o famoso "a fila anda"... Esses super-heróis, bem pouco sociáveis, geralmente elegem um homem como parceiro, homem esse sempre menor e submisso... (ex. Batmam e Robin/Zorro e Tonto).

Existem também as expressões populares, que subconcientemente eximem os homens do laço com a família, uma bem famosa é essa: "Quem pariu Mateus, que o embale". Quem pari é a mulher, então a responsabilidade é só dela?

Homens geralmente são educados por mulheres, e o pior mulheres machistas... Que ensinam que homem não chora, não expressa emoção, é sempre forte, não brinca de boneca, não faz serviços domésticos, e reforça esses ensinamentos com a seguinte máxima: "Você viu o super-herói do desenho, ele é forte, ele não chora". E o menino, cresce vira "homem", seguindo a risca o que aprendeu direta ou indiretamente. O super-herói, precisa salvar o mundo, e negligencia seus relacionamentos pessoais, o homem adulto, foca em sua carreira e faz o mesmo!

Enquanto isso a mulher dos dias atuais (na grande maioria), é flexível, receptiva, recíproca. Conseguindo assim, conciliar uma série de coisas, sem abrir mão de outras, na contra partida o homem de hoje (na grande maioria) é limitado, já não é mais o provedor absoluto, ainda tem resistência em ser colaborativo de fato, muitas vezes carrega intrínseco, um machismo latino enraizado e implantado por suas matriarcas, são egoístas, egoísmo esse que se estende até mesmo no âmbito sexual, são aversos ao diálogo, tem pânico da tal "D.R!" (discutir a relação).

"Eu penso que se o homem não acompanhar a evolução feminina, com um pouco mais de flexibilidade, e rever alguns conceitos, o futuro dele nos moldes atuais é ser peça de museu... E na melhor das hipóteses os mais evoluídos, serão doadores de material genético para reprodução!"

PS. Essa é só a minha opinião "NO MOMENTO"... Pode ser que eu a mude..., rs!

Fontes de inspiração para o texto: 
Domenico de Massi, o ócio criativo. 
Universo HQ Marvel, 
Por que os homens mentem, e as mulheres choram de Allan e Barbara Peace 
Altos papos na madrugada com as minhas maninhas Selma Andrade e Cristiane Freire..., 

Aninha Leitte
Campinas - SP - Brasil
www.facebook.com/aninha.leitte.5

segunda-feira, 11 de março de 2013

Pensamentos emaranhados

Do Blog da Iris

Já subestimei muito a solidão. Já subestimei os meus sentimentos. Subestimei a mim mesma. Sou apenas alguém tentando acertar..., apenas alguém, tentando sair desse labirinto de sensações, contidas dentro do ser.



Momentos que, não sei se sorrio ou se choro..., se vou ou se fico. Nos lábios palavras sem nexos. No coração. Ah! Coração que me traí..., que tira todas as reservas. Pensamentos emaranhados..., caminho por entre sonhos, aonde o acordar seria a melhor escolha....

A paixão deu lugar pro amor..., o amor  deu lugar lugar para saudade..., e a saudade me trás momento que tento ignorar. São reflexos. Reflexo do olhar... Reflexo do sorrir... Reflexo do ficar... Reflexo do ir...

Iris Alves
Santa Bárbara - SP - Brasil
http://irisvida.loveblog.com.br/

sexta-feira, 8 de março de 2013

Dia Internacional da Mulher


mulheresmuitoespeciais.blogspot.com/Divulgação.

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

tianguaemfoco.blogspot.com/Divulgação.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas). (http://www.suapesquisa.com).

Alguns depoimentos:

Ser mulher é poder fazer muitas coisas ao mesmo tempo é ser muito forte parecendo frágil é estar chorando por dentro e com um "sorrisão" no rosto, para não preocupar os que a gente ama.
Ser mulher e ter o poder de ser mãe e não desistir dos sonhos, acreditar neles.
Enfim, a mulher é guerreira e dá o melhor em tudo o que faz, vai ate o fim.
Acho que é um pouco disso ai.
Tatiana Vieira Carneiro 
(www.facebook.com/tatiane.vieiracarneiro)


Somos singulares em tantas coisas, mais também somos plural... É bem difícil, poder definir de forma simples... Pois somos dualidade! Mais por exemplo, morremos de medo de baratas mas, enfrentamos um leão por nossos filhos, somos frágeis, delicadas, e mesmo assim estamos galgando cada vez mais espaço... Muitos homens ainda não entendem, ainda sofremos sim muito pre-conceito, violência ainda... Nossos salários ainda não são equiparados, eu mesma já sofri tudo isso que eu descrevi acima, mais não perdemos a doçura os sonhos... Então eu acredito que ser mulher nos dias atuais é ser singular nessa doçura que permanece, querendo sim igualdade, mas sem se igualar aos nossos pares masculinos... E somos também plural, porque nos desdobramos em muitas facetas para atender tudo o que nos é cobrado...
Aninha Leite 
(www.facebook.com/aninha.leitte.5)


Ser mulher é ser delicada e forte ao mesmo tempo é sempre acreditar que tudo vale a pena e que o amor existe de verdade.
É ser mãe, filha, neta, esposa e nora com caráter e alegria. Ser mulher é fazer parte da natureza, do ciclo da vida é se renovar a cada dia, ano e estação. É ser delicada como uma rosa, mas possuir a força de uma tempestade, enfim ser mulher é conduzir a vida com maestria...
Ediene Barbosa 
(http://impactodaspalavras.spaceblog.com.br/)


Ser mulher é acordar todos os dias com o sorriso no rosto sabendo que terá de enfrentar o mundo la fora.
É querer ser feliz acima de tudo e de todos..., é lutar pelo que quer.
É viver e ser feliz.
Karolinne Theher 
(www.facebook.com/karolinne.treher)


Ser mulher é ser uma sementinha que quando aflorece trás consigo outras vidas....
É ser família, enamorada, uma doce amada esposa, mãe 
Mas, ser mulher é ter muita perseverança e fé jamais deixar de ser para mãe uma frágil menina.
Ser mulher é poesia, lua, estrelas, melodia é cair e se levantar, lutar até conseguir
Ser mulher é muito mais do estar aqui.
Vai além da nossa van sabedoria.
Mulher é sentimento, vencer medos, eterno ajudar, se maquiar na boca gosto de sedução
Ser mulher é mostrar para o mundo, que amor de mãe é o mais lindo e profundo
Seu braços são porto seguro.
Ser mulher é pura emoção, todos os dias amar, amigos, famílias és sabedoria, é a voz  que nunca cala
Ser mulher é a voz que sempre fala
De coração, para coração .....
Dai
(http://daiangel.arteblog.com.br/)


Ser mulher..., 
é nascer num berço de flores e espinhos.., é crescer podando os espinhos e espalhando as pétalas por onde for..., é viver acolhendo as sementes da vida e morrer levando consigo as raizes da terra.
Lua Serena

(www.facebook.com/Luavamph)


Quem és Tu Mulher?


Sou quase como vocês homens.

Sou guerreira, justiceira,

cumpridora de meus deveres, mas

desconhecida de meus direitos.



Sou a mulher que traz o odor de cebola nas mãos;
também sou a mulher que traz o aroma de uma flor na pele.
E sou a mulher que transpiro e derramo suores.

Quem és tu mulher?

Sou tua mulher;
sou tua mãe,
sou mãe de teus filhos,
sou tua namorada,
sou tua amiga,
sou mulher.


Trago no olhar as lágrimas de um sofrimento e de uma dor,
também transpareço neles o brilho de uma felicidade.
E demonstro no sorriso o sentimento de uma perda e
ao mesmo tempo o valor de uma conquista.

Mas quem és tu mulher?

Sou mãe,
sou advogada,
sou médica,
sou faxineira,
sou mulher-da-vida,
sou professora.
sou também a flor que encanta seu jardim,
a estrela que ilumina o seu céu, mesmo em noites de escuridão.

Eu sou mais do que mulher...
Sou a flor de seu jardim,
que espera ser regada pela água da sua fidelidade;
que espera ser condimentada pela sua confiança e
que espera ser colhida por suas mãos cheias de Amor.

Roni Roque da Silva
Por trás da mulher de responsabilidades, da guerreira incansável e da profissional de atitudes, há uma criança que nunca morre.
Tereza Felício
(www.facebook.com/teresa.felicio.7)


Quando casada, sempre fui amiga, companheira, amante. 
Também mãezona como ele mesmo me definia. Como mãe, amiga, sempre presente na vida de meus filhos, preocupando-me com os estudos, roupas, comida que cada um gostava. 
Meu filho caçula me denominou resiliente em uma das provas da faculdade, por tudo que passo na vida tendo uma mãe bipolar e hoje, com alzhaimer e sempre consigo estar presente na vida deles, ajudando quando precisam e cuidando ainda de mim mesma. 
Eu me julgo meia que funcional, no mesmo tempo que cuido da casa, cuido da minha mãe como filha, enfermeira. 
Sinto que ser mulher é uma entrega total à família. Em alguns momentos esqueço de mim mesma para viver a vida do outro. 
Mas me sinto feliz em ser mulher pois gerar um filho é maravilhoso, agradeço sempre a Deus. Gerei o caçula no coração, e ser mãe de um filho adotado, gerado no coração é uma nova experiência em minha vida que amei. 
Resumindo, definir o que é ser mulher não é fácil, são muitos altos e baixos na vida. Ia me esquecendo, enfrentar TPM é a vida da mulher, não é fácil, Muitas vezes nem todos entendem o quanto é difícil, Eu não posso reclamar, sempre fui compreendida, mas também sempre procurei me controlar.
Vera

(http://meublogminhaterapia.spaceblog.com.br/)

Ser mulher é amar profundamente a vida... É ir sempre em busca dos seus ideias... É sonhar com um mundo mais justo e humanitário... É se emocionar com o sorriso e o brilho no olhar de uma criança... É conseguir se encantar com a beleza dos canto dos pássaros. Com a suavidade de vôo de uma pequena e frágil borboleta... É olhar as estrelas e ir ao encontro de seu grande amor em fração de segundos... É amar e se sentir amada... É doçura...  É ternura... É determinação... É garra... É amar e se colocar no lugar do próximo... É dar um beijo de boa noite em seus filhos e junto com esse beijo pedir a Deus que os proteja e ilumine sempre seus caminhos... É chorar de saudades... É sorrir... É encantar com sua delicadeza... Ser mulher pode ser simples..., complexo..., contraditório... Mas, sem dúvida, é simplesmente maravilhoso!!!
Cíntia

http://puramagia.spaceblog.com.br/


Nota: Espero receber mais declarações sobre o que é ser uma mulher.




quarta-feira, 6 de março de 2013

Desempenho dos alunos do ensino medio ficou abaixo do nível adequado, revela pesquisa

www.bananeiraspb.com/Divulgação.
Mariana Tokarnia
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Os alunos do ensino médio são os que apresentam maior defasagem no aprendizado. Menos de um terço, 29,2%, dos estudantes conhecem a língua portuguesa da forma adequada ao período de estudo e apenas 10,3% sabem matemática proporcionalmente ao ano de ensino. Os dados foram divulgados hoje (6) no relatório De Olho nas Metas do movimento Todos pela Educação (TPE). O estudo é divulgado anualmente pela entidade. Nele, o TPE monitora o cumprimento de cinco metas consideras fundamentais: o atendimento escolar à população de 4 a 17 anos, a alfabetização na idade correta, o desempenho dos alunos nos ensinos fundamental e médio, a conclusão dos estudos e o financiamento da educação. Este ano, o desempenho dos estudantes do ensino médio chamou a atenção por se distanciar da meta considerada adequada pela entidade.

Com base em dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e da Prova Brasil de 2011, o TPE constatou a maior defasagem em matemática. No relatório divulgado em 2011, com dados de 2009, a porcentagem de estudantes com conhecimento adequado ao 3º ano do ensino médio era 11%, inferior à meta de 14,3%. Neste ano, no entanto, além da redução da porcentagem (10,3%), a diferença para a meta do período (2011) aumentou: é de quase 10 pontos percentuais (19,6%). Em português, a meta foi cumprida no último relatório, 28,9% dos estudantes tinham o conhecimento adequado e a meta era de 26,3%. Nesse ano, também houve piora. A porcentagem de estudantes teve um leve aumento, 29,2%, mas não foi suficiente para cumprir a meta para o período, que era de 31,5%.

“No ensino médio observamos um descolamento enorme. Para melhorar essa fase do ensino, é preciso melhorar todo o sistema de educação. A defasagem vem desde a educação infantil e vai se acentuando.”, explica a diretora executiva do Todos pela Educação, Priscila Cruz.

A informação de Priscila pode ser comprovada pelos dados dos anos anteriores de ensino. No 5º ano do ensino fundamental, em português, 40% tem o conhecimento adequado diante da meta de 42,2%. Já em matemática, a meta de 35,4% foi superada por 36,3% dos alunos. No 9º ano do ensino fundamental, em português, 27% dos estudantes detinham o conhecimento necessário e a meta era de 32%. Em matemática foram 16,9% para uma meta de 25,4%.

“Diversas pesquisas educacionais comprovam que alunos com maior defasagem tendem a apresentar desempenho escolar inferior ao dos que se encontram no ano adequado”, informa o relatório. Ainda segundo o estudo, “o problema da defasagem precisa ser combatido na partida. Ou seja, se os alunos aprendem o que têm direito de aprender, diminui a repetência e, consequentemente, a defasagem. Por sua vez, alunos que já estão defasados precisam ter acesso a reforço escolar”.

A entidade alerta para a diferença entre as regiões e entre os estados e o Distrito Federal. De acordo com Priscila, não se trata de algo recente, pelo contrário, foi observado em outros relatórios do TPE, no entanto “observamos pouco avanço no sentido de melhorar essa desigualdade. Se quisermos que as regiões mais pobres elevem o desempenho em vários setores, precisamos melhorar a educação. Essa é uma grande preocupação”, diz.

O Rio de Janeiro é o estado com maior índice de alunos com conhecimento adequado de matemática no terceiro ano (16,6%), enquanto o Acre é a unidade da Federação com o menor índice (3%), uma diferença de 13,6 pontos percentuais.

Hoje às 16h, Priscila Cruz e Mozart Neves Ramos, membro do Conselho Nacional da Educação (CNE) e do TPE participam de debate pelo portal da EBC.

*Fundado em 2006, o Todos Pela Educação é um movimento da sociedade civil brasileira que tem a missão de contribuir para que até 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil, o país assegure a todas as crianças e jovens o direito a educação básica de qualidade.

Edição: Tereza Barbosa
Agência Brasil

ACREDITO EM ALMA GÊMEA...ACREDITO NO AMOR..

Do Blog da Iris

Qual é a mulher que não quer dizer com toda certeza e convicção. “Soube que me amava...sei que me amas”. Qual é a mulher que não quer olhar nos olhos da pessoa amada e declarar todo o seu amor. Qual é a mulher que não quer se entregar com todo o seu ser...com todas as suas forças, sem medo, sem culpa, sem reservas. Qual é a mulher que não quer ser protegida, sentir que os braços do homem que ela ama, é seu porto seguro. Ter o olhar só para ela..., ter o sorriso mais lindo e convidativo só para ela.


Ouvir “Eu Te Amo” pela manhã, ao abrir os olhos..., ter toda a certeza que seus pensamentos estarão totalmente voltados para ela durante todo o seu dia. Ainda acredito em um amor assim! Ainda acredito que duas pessoas possam ser..., Almas Gêmeas.

"E quando longe eu estava
Percebi, que o teu carinho e o teu amor
Eram pra mim, como um sussurro,
Ouvi tua voz no meu silêncio
Me chamando cada dia mais pra ti"

Dedico à todas vocês, Mulheres lindas e apaixonadas, que ainda acreditam no Amor...

BEIJO!
Iris Alves
Santa Bárbara - SP - Brasil
http://irisvida.loveblog.com.br/

segunda-feira, 4 de março de 2013

As razões do sucesso da melhor rede municipal de ensino fundamental do Brasil

Na cidade paulista de Novo Horizonte, a educação segue cinco diretrizes consideradas fundamentais por educadores e estudiosos.

Nathalia Goulart e Lecticia Maggi, de Novo Horizonte

Adriana Zanluqui, de 32 anos, professora de matemática da escola Francisco Alvares Florence, de Novo Horizonte (SP): "Aqui todo mundo é cobrado" - Heitor Feitosa

"Lembrem-se de respeitar o colega e o meio ambiente. Tenham uma boa aula." Assim termina a reunião diária da diretora Maria Cristina Prado com os cerca de 600 alunos com idades entre 6 e 11 anos da Escola Municipal Hebe de Almeida Leite Cardoso, na cidade de Novo Horizonte, a cerca de 400 quilômetros de São Paulo. Pouco antes do encerramento, a diretora repetiu algumas das regras da unidade: celular, chiclete e uniforme curto são proibidos. Pisar na grama na hora do intervalo, também. O discurso é a parte mais ilustrativa do dia a dia das cinco escolas do município, que se destaca no panorama brasileiro por oferecer um ensino de qualidade a todos os seus alunos. Por trás dos bons resultados, não há ingredientes milagrosos, caros ou irreproduzíveis. Ao contrário. A matéria-prima para o bom desempenho é o comprometimento de gestores, professores e pais com a educação, além da continuidade de políticas públicas eficazes.

Maria Cristina Prado, diretora da Escola Municipal Hebe de Almeida Leite Cardoso, de Novo Horizonte (SP) - Heitor Feitosa

A primeira lição vem do prefeito da cidade, Toshio Toyota (PPS): onde entra a educação, sai a política. "Quando comecei a procurar um secretário de Educação eficiente, tinha em mente que ele não deveria estar ligado a nenhum grupo político", diz Toyota, que depois de dois mandatos consecutivos (2001-2008) está de volta à prefeitura de Novo Horizonte desde janeiro. "Optei por alguém que fosse ao mesmo tempo empreendedor, revolucionário e comprometido com resultados." A escolha recaiu sobre Paulo Magri, um professor de matemática que dirigia uma escola estadual em Itajubi, cidade vizinha a Novo Horizonte. O método do prefeito, que trouxe resultados, não é prática comum no Brasil. De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Fundação Victor Civita, 42% dos diretores de escolas das redes estaduais são escolhidos por indicação política.

Toshio Toyota, prefeito de Novo Horizonte (SP), afirma que procurou um secretário de educação que não tivesse ligações com grupos políticos - Heitor Feitosa

Empossado no cargo, o secretário Magri estabeleceu imediatamente um objetivo: criar não uma escola-modelo, unidade que se destaca das demais pela qualidade do ensino oferecido, mas toda uma rede eficiente. "A boa rede é aquela em que os alunos aprendem", diz Magri, de 50 anos, 12 deles vividos à frente da educação no município. "De nada adianta ter centenas de projetos e convênios se os resultados apresentados forem pífios. Aqui, me concentro no essencial."

Paulo Magri, secretário de Educação de Novo Horizonte: 'Não me interessa ter uma escola excelente e outra ruim' - Heitor Feitosa

O primeiro passo da administração foi estabelecer um currículo unificado para toda a rede de Novo Horizonte, tarefa que contou com auxílio de uma empresa privada de sistema de ensino. Segundo especialistas, a grade curricular unificada preenche a lacuna deixada pela ausência de uma diretriz nacional de educação — ou seja, hoje, o país não possui um documento que oriente os gestores escolares, mostrando o que os estudantes devem aprender. Como consequência, cada rede é responsável pelo estabelecimento de seu currículo. Muitas se perdem na tarefa. Lançadas as metas, o aprendizado passou a ser fiscalizado. "Todo mundo aqui é cobrado: nosso trabalho precisa ter qualidade", conta a professora de matemática Adriana Zalunqui, de 32 anos. "Hoje, sinto prazer em lecionar porque vejo que meus alunos estão aprendendo." A avaliação de alunos e professores será tema de reportagens da série que serão publicadas, respectivamente, na terça e quarta-feira.

Simultaneamente, houve também um esforço para aprimorar a infraestrutura das escolas da rede. Com a municipalização do ensino fundamental, promovida em 2005, cinco instituições antes dirigidas pelo estado passaram a ser de responsabilidade da prefeitura. Grades foram removidas, paredes pintadas, móveis trocados. O ambiente tornou-se mais acolhedor. "Os alunos percebem que o ambiente que frequentam foi valorizado. Então, estão se conscientizando de que precisam também dar mais valor a isso", diz o professor de geografia Valmir Valiani, de 43 anos. Levantamento divulgado recentemente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) mostra que infraestrutura escolar é uma preocupação nacional: 46,2% dos secretários disseram que a situação de prédios e aparelhos escolares são hoje prioridade de gestão.

A participação familiar é outro pilar do esforço de Novo Horizonte de criar sua rede-modelo. Os pais são incentivados a participar da formação dos filhos e cobrados quando algo não vai bem. Ricardo Rapini, de 37 anos, tem três filhos que estudam na rede municipal. No ano passado, teve de comparecer à escola porque uma das crianças, Rian, de 10 anos, que cursava o 4º ano, apresentava mau comportamento. "O seu Paulo (Magri, secretário de Educação) pega no pé dos diretores, que pegam no pé dos professores, que pegam no pé dos pais", diz Rapini. A razão da convocação pode parecer banal — o pequeno Rian estava correndo no pátio da escola durante o intervalo —, mas a iniciativa de chamar os pais deixa clara a orientação pedagógica. "Somos informados de tudo o que acontece lá dentro", diz Rapini. Investir na participação da família na escola é, segundo os estudiosos do assunto, uma das políticas públicas mais eficazes que existem. "Com ou sem escolaridade, os pais devem acompanhar de perto as atividades das crianças, cooperando com a evolução delas", diz Patrícia Guedes, especialista em gestão educacional da Fundação Itaú Social.

Para atenuar as inevitáveis discrepâncias entre as escolas, os melhores profissionais — professores e diretores — são destacados para atuar nas unidades que ostentam os piores desempenhos. Seguindo essa política, cerca de 20% dos 189 docentes foram remanejados no início de 2013. Maria Cristina, diretora da escola Hebe de Almeida Leite Cardoso, por exemplo, assumiu a unidade neste ano a pedido do secretário de Educação. "A diretora anterior é uma boa profissional, mas estava acomodada e precisava se reciclar", diz Magri.

É inegável que parte do sucesso de Novo Horizonte é facilitada pelo fato de a cidade ser relativamente pequena, com uma rede modesta de alunos. São 3.500 estudantes do 1º a 9º ano. Isso permite ao secretário acompanhar de perto a evolução de estudantes, professores e unidades, além de fiscalizar o trabalho dos diretores e de manter contato constante com os pais. Mas isso não deve tirar o mérito da administração. "Não importa o tamanho do desafio. A lição que a rede municipal deixa e que deve ser copiada é que devemos unir gestores e professores para trabalhar pela aprendizagem de todo e qualquer aluno. A escola deve se preocupar com o sucesso de todos e não ser uma máquina para escolher os melhores", afirma Ocimar Alavarse, professor da Faculdade de Educação da USP, especialista em gestão educacional.

Há também outra razão para levar a sério o exemplo da cidade paulista de 38.000 habitantes. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 89% dos 5.565 municípios do país têm até 50.000 habitantes — ou seja, pouco mais do que Novo Horizonte. Isso significa que, ainda que fosse impossível repetir a fórmula novo-horizontina em metrópoles, nove em cada dez cidades brasileiras poderiam fazê-lo. "O que aprendemos ao ver exemplos como esse é que cada secretaria de educação precisa identificar suas potencialidades. Se a cidade é pequena, precisa tirar proveito disso, como faz a gestão de Novo Horizonte. Redes grandes possuem outros trunfos, como verbas maiores e mais recursos humanos", diz Priscilla Cruz, diretora-executiva da ONG Todos Pela Educação. "De qualquer forma, o básico pode e deve ser feito por todos os municípios."

http://veja.abril.com.br

Boneca de Pano


Do Blog da Cecília

Esquecida num canto, Sou uma boneca de pano.
Faço parte agora, dos brinquedos descartados.
Num torvelinho de dor e de tristeza.
Vejo meus dias girando, girando como um pião
lançado ao chão.
Quantas vezes fui feliz com você.
Quando me acolhia em seus braços, e me embalava.
Brincando de mamãe e filhinha.
Eram tempos de sonhos...
Onde eu me sentia uma linda boneca.
Era como se eu tivesse alma, igualzinha à você!
Hoje estou aqui jogada, sou de panos e retalhos.
E meu coração que eu insisto que tenho um, está
em trapos, em farrapos.
Meu sofrer é tamanho, pois não vejo mais a luz
do dia, estou jogada dentro desta caixa.
Junto comigo prenderam meus sonhos, minhas fantasias.
Estou esquecida por todos, por você principalmente!
Fui substituída por uma linda boneca, com roupas
bonitas, charme e beleza.
Não sei até quando vou permanecer, neste lugar
medonho, e escuro.
Você não mais me visita.
O tempo se anda, eu não sei,
nada vejo aqui de dentro!
Mas ainda me resta a esperança, de você me doar pra
outra criança.
Ainda quero me sentir bonita outra vez.
Quero passear, entre os jardins floridos e perfumados.
Mesmo sendo uma boneca de pano,
Quero ser amada por alguém...!!!


Um ótimo dia a todos!
Beijos!
Cecília
http://poesiamor.loveblog.com.br/

sábado, 2 de março de 2013

COISAS IMPRESSIONANTES QUE VOCÊ SÓ VERÁ NO JAPÃO


Por: Leonardo Correa (Facebook)
www.facebook.com/leocaalmeida

1 – Você sabia que as crianças japonesas limpam suas escolas todos os dias por 15 minutos junto com os professores, o que levou ao surgimento de uma geração de japoneses modestos e entusiasta na limpeza?

2 – Você sabia que qualquer cidadão japonês que tenha um cão, é obrigado a usar sacos de pano especial para apanhar dejetos do cão? O desejo de manter a limpeza e a higiene é parte da ética japoneses?

3 – Você sabia que o trabalhador de limpeza no Japão é chamado “engenheiro da saúde” e pode ter salários de USD 5000-8000 por mês e um produto de limpeza? Está sujeito a provas escritas e oral!

4 – Você sabia que o Japão não tem recursos naturais, e estão expostos a centenas de terremotos por ano, mas ele ainda conseguiu se tornar a segunda maior economia do mundo?

5 – Você sabia que Hiroshima retornou à sua economia vibrante antes da queda da bomba atômica em apenas 10 anos?

6 – Você sabia que o Japão impede o uso de telefones celulares em trens, restaurantes e decks?

7 – Você sabia que no Japão os alunos do primeiro ao sexto ano deve aprender a ética no trato com as pessoas?

8 – Você sabia que os japoneses ainda que seja uma das pessoas mais ricas do mundo, mas não têm empregados? Os pais são responsáveis para a casa e os filhos?

9 – Você sabia que não há nenhuma avaliação (exame) do primeiro ao terceiro ano, porque o objetivo da educação é incutir os conceitos e desenvolvimento do caráter, e não apenas o exame e doutrina?

10 – Você sabia que, se você vai a um restaurante no sistema buffet no Japão vai perceber que as pessoas só pede o que vai comer e comem tudo o que sem desperdício, e que nenhum alimento é desperdiçado?

11 – Você sabia que os trens bala são de alta velocidade e que o máximo de atraso no Japão é de cerca de 7 segundos por ano! Eles apreciam o valor do tempo, que são muito pontuais para minutos e segundos?

12 – Você sabia que as crianças em idade escolar devem escovar os dentes e usar fio dental após as refeições na escola para aprender a manter a sua saúde desde cedo?

13 – Você sabia que os alunos terminam suas refeições em meia hora para garantir uma boa digestão? Estes alunos são o futuro do Japão.

Esperemos que possamos aprender um pouco da cultura, desenvolvimento e a filosofia dos Japoneses.

Leonardo Correa de Araujo Almeida
Rio de Janeiro - RJ - Brasil
www.facebook.com/leocaalmeida

sexta-feira, 1 de março de 2013

PARABÉNS!!!! MULHER!

Do Blog da Iris

- Mulher nordestina, mulher forte! Que debaixo de sol escaldante, luta por sua sobrevivência. E nesta terra seca e árida, andas sem nunca perderes a esperança. Com um sorriso no rosto cansado, mostra o semblante de uma mulher brasileira, mulher de fé..., mulher guerreira. 

- Mesmo com seus trajes simples, não perde a nobreza, seu encanto está no sorriso franco e humilde. Mulher nordestina, com sua graça e elegância, sabe ser "arretada e valente", quando o cabra que se diz ser macho, encara-a de frente. 

Não poderia deixar de fazer a minha homenagem! Lembrei dessas mulheres que moram numa terra tão distante de mim, mais que as conheço um pouco, devido tê-las na minha família, e que às admiro muito! Então, me inspirei nelas.






Já lí tantos textos belíssimo falando da mulher. Projeto Mulher, Um hino de Vida, da Cecilia (http://poesiamor.loveblog.com.br/) está maravilhoso! A mulherada esta inspirada!!! Que coisa boa!! 

Deixo esse pequeno texto para todas vocês, que são maravilhosas, inteligentes e lindas! 


"Nada pode nos tirar a felicidade, quando a mesma está impregnada em nossa alma. O ser feliz, nos traz a sensação de satisfação plena. Me ensinaram que felicidade, é fragmento de bem viver. Então, aproveite cada segundo deste pequeno mimo. Seja feliz enquanto dure. Seja feliz enquanto pode. Seja feliz como se fosse eternamente!!!"
BJOO!!!! 

Iris Alves
Santa Bárbara - SP - Brasil
http://irisvida.loveblog.com.br/